top of page
  • Foto do escritordagopaulor

Assinatura digital no Brasil: entenda a sua validade jurídica

Olá pessoal, hoje quero compartilhar com vocês algumas informações importantes sobre a validade jurídica da assinatura digital no Brasil, com base na minha experiência.


A assinatura digital é uma tecnologia que utiliza criptografia para garantir a autenticidade, integridade e confidencialidade de documentos eletrônicos. Ela tem o mesmo valor jurídico de uma assinatura física em papel e pode ser utilizada em transações online, como contratos, processos judiciais eletrônicos e envio/recebimento de documentos.



No Brasil, a validade jurídica da assinatura digital está prevista na Medida Provisória nº 2.200-2/2001 e na Lei nº 14.063/2020, que instituiu a Identificação Civil Nacional (ICN). Além disso, o Código de Processo Civil e outras normas legais também reconhecem a sua validade.


É importante destacar que a validade jurídica da assinatura digital está condicionada ao uso de certificados digitais emitidos por autoridades certificadoras credenciadas junto ao Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI). Portanto, é necessário verificar a procedência do certificado digital antes de utilizar a assinatura digital em transações online.



A assinatura digital traz praticidade, segurança e eficiência para as transações eletrônicas, além de reduzir custos e evitar fraudes. Por isso, é fundamental que os cidadãos e empresas utilizem essa tecnologia de forma correta e segura.


No contexto empresarial, a utilização de uma assinatura digital pode trazer diversos benefícios, como a redução de custos com impressão e envio de documentos físicos, além de agilizar processos internos e externos. A adoção dessa tecnologia tem se tornado cada vez mais comum em empresas de diferentes setores.


A assinatura digital é uma tecnologia que permite a validação de documentos e contratos eletrônicos com a mesma segurança que uma assinatura física. O serviço de assinatura digital pode ser útil para diversas pessoas e setores, como:

  1. Empresas: empresas de todos os segmentos podem utilizar a assinatura digital para agilizar processos internos e externos, como contratação de funcionários, transações financeiras, contratos com fornecedores, entre outros.

  2. Advogados e escritórios de advocacia: profissionais do direito podem utilizar a assinatura digital para validar documentos e contratos eletrônicos, além de facilitar a comunicação com seus clientes e parceiros.

  3. Instituições financeiras: bancos, corretoras de valores e outras instituições financeiras podem utilizar a assinatura digital para validar transações eletrônicas, contratos de investimento, empréstimos e outras operações financeiras.

  4. Profissionais autônomos: profissionais autônomos, como médicos, dentistas, arquitetos, engenheiros e outros, podem utilizar a assinatura digital para validar contratos de prestação de serviços, laudos e relatórios técnicos.

  5. Órgãos públicos: governos e órgãos públicos podem utilizar a assinatura digital para validar documentos oficiais, contratos com fornecedores e outras operações administrativas.


Para concluir, a assinatura digital é uma forma segura e eficiente de autenticar documentos eletrônicos no Brasil. Espero que este texto tenha ajudado a esclarecer suas dúvidas sobre a validade jurídica da assinatura digital no país. Caso tenha outras dúvidas, não hesite em buscar orientação de um profissional especializado.


bottom of page